terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Figuras de Benfica - 3


Enviado pelo nosso leitor Domingos Estanislau, com a seguinte mensagem:

"Tem se falado aqui tanto no Paraíso de Benfica, que há falta de imagem do prédio remeto-lhe uma breve síntese do Dono, Sr. Manuel Madureira, que foi um grande Sócio deste Clube."






- Manuel Madureira -
O Homem, o amigo, o futebolbenfiquista


(por Domingos Estanislau)



Fotografia gentilmente cedida por Domingos Estanislau




MANUEL ALVES MADUREIRA, nascido em Lisboa em 31.10.22, é a figura do Clube neste Boletim.

Falar do sócio nº 83, cuja filiação data de 31/03/53, tem tanto de difícil quanto de emotivo. O seu carácter naturalmente modesto não empresta à sua biografia os traços evidentes da sua generosa personalidade.

A “Pastelaria Paraíso”, da qual MANUEL MADUREIRA era proprietário, foi durante 31 anos, um prolongamento do CLUBE FUTEBOL BENFICA, ali se alicerçaram amizades e relevantes actos de generosidade. É hoje um local que os mais antigos e os que ali passaram grande parte do seu tempo de lazer, recordam com uma grande saudade.

MANUEL MADUREIRA e outros nomes de nomeada do Clube, chegaram a tomar ali decisões importantes para a vida do Clube. Por isso não se consegue falar de MANUEL MADUREIRA e do Paraíso de Benfica sem os relacionarmos com o CLUBE FUTEBOL BENFICA aquele de convívio era apontado por muitos como a Sub-Sede do Clube. Ali conviveram figuras da mais elevada projecção desportiva.

“O MANEL” , foi patrono, foi confidente amigo, quando aflitivamente se deseja um amigo.

MANUEL MADUREIRA, fez parte de várias Direcções do Clube, de Comissões de Obras, de Festas, enfim, deu muito de si ao CLUBE FUTEBOL BENFICA. O clube sempre encontrou em MANUEL MADUREIRA, um sócio interessado nos seus problemas, o FUTEBOL BENFICA muito deve a este homem que é sócio Benemérito.

MANUEL MADUREIRA, pertenceu também ao Executivo da Junta de Freguesia de Benfica.

Aqui fica ao correr da pena o rápido perfil dum homem que nem mesmo o correr dos anos deixou no esquecimento. Soube granjear amizades como poucos se podem orgulhar.

Bem haja MADUREIRA !!!



(Publicado no Boletim do Clube nº 9 de 1989)







2 comentários:

Julio Amorim disse...

Recordo-me muito bem dele....e do seu (filho?) que era bem mais alto.
Era um café bastante acolhedor, onde muitos estudantes passavam horas e horas (eu inclusive). Tinha dois empregados de mesa muito carismáticos, que quase faziam parte do inventário. De todos os sítios que percorri na minha infância e adolescência, este foi o que me deixou mais saudades. Porquê? Porque aqui vivi (e aprendi) uma convivência social...que infelizmente nunca mais se viria a repetir. Este local foi o meu paraíso na terra....

Alexa disse...

Júlio: é muito engraçado porque todas as pessoas com quem falo sobre o "Paraíso de Benfica" me deixam transparecer as mesmas impressões que o Júlio aqui partilhou sobre este café.

Tenho muita pena de não o ter conhecido, por só ter chegado a Benfica em 1976...
Mas tenho esperança que, brevemente, possa avivar mais memórias sobre o "Paraíso de Benfica", quando conseguir falar com o filho mais novo do Sr. Madureira (que trabalhou no Café).

Um abraço