sábado, 23 de outubro de 2010

Encontro-Informativo sobre as Vilas com o PCTP/MRPP




Conforme havíamos anunciado previamente, realizou-se esta manhã um encontro com Garcia Pereira e uma delegação do PCTP/MRPP, que se deslocou à nossa freguesia com o intuito de auscultar junto da população local informações sobre os problemas que afectam esta zona da cidade.



Alexandra Carvalho recebe Garcia Pereira e a sua delegação junto às Vilas.
Fotografia de Rui Mateus (2010)





Neste encontro estiveram presentes dois membros do Movimento de Cidadãos pela preservação da Vila Ana e da Vila Ventura (um dos quais representando também a UNISBEN - Universidade Intergeracional de Benfica).

A delegação do PCTP/MRPP foi informada sobre as iniciativas que o Movimento de Cidadãos empreendeu até à data, assim como as principais vitórias que obteve. Tendo Garcia Pereira manifestado o apoio do seu partido a esta Causa, considerando que é fundamental divulgá-la cada vez mais, para mobilizar a opinião pública.

Este encontro-informativo inseriu-se no âmbito do trabalho que o Movimento de Cidadãos tem vindo a desenvolver, nomeadamente, através do envio de informação regular sobre este processo aos partidos políticos com assento na Assembleia Municipal de Lisboa (o que culminou, em Abril de 2010, com a aprovação de uma Recomendação da AML pela preservação das Vilas).

Pelo que aqui reiteramos, em nome do Movimento de Cidadãos pela preservação da Vila Ana e da Vila Ventura, que, não tendo qualquer motivação partidária por detrás dos objectivos que nos uniram nesta Causa, nos encontramos disponíveis para receber, informar e dar conhecimento das nossas preocupações a qualquer partido político que manifeste interesse.











4 comentários:

Domingos Alves Pires disse...

comunas de merda!

Luta Popular Online disse...

Alexandra, em primeiro lugar manifestar o continuado apoio do LP online (e do PCTP/MRPP), à vossa luta que é também nossa, como aliás vocês, muito bem, referem no vosso post.
Em segundo lugar lamentar a diatribe de um tal Domingos A. Pires, que em vez querer discutir ideias, lança impropérios...estamos habituados...somos mesmo comunistas...sem dúvida! O resto, Alexandra, os cães ladram e caravana passa! Neste caso a vossa luta continuará...força!

Alexa disse...

Caro Domingos Alves Pires,

Como criadora deste blog comunitário sobre Benfica (ao qual se têm juntado tantos redactores e contributos de real importância), apenas lhe posso dizer que lamento profundamente que a primeira e única intervenção feita neste blog por alguém que como o senhor esteve à frente da nossa Junta de Freguesia se tenha pautado por tamanha falta de correcção na articulação de frases com recurso a palavreado tão ordinário.

Numa sociedade democrática como a nossa, de facto, as acções ficam com quem as pratica... e as gentes de Benfica apenas podem retirar as devidas ilações deste seu comentário (assim como do facto de ter sido o único membro da Assembleia de Freguesia de Benfica a abster-se de votar na Moção pela preservação das Vilas - que essa Assembleia aprovou a 29/04/10).


(Alexandra Carvalho)

Alexa disse...

Caro Rui Mateus (Luta Popular Online),

A nossa luta no Movimento de Cidadãos pela preservação da Vila Ana e da Vila Ventura é a luta de todos aqueles que, independentemente de partidos políticos, religiões ou qualquer outro tipo de crenças, queiram lutar pela preservação do seu património histórico, neste caso das duas últimas Vilas centenárias que existem em Benfica.

Temo-nos pautado por seguir um caminho isento a todos esses níveis, e assim continuaremos... porque esta é uma Causa muito forte que nos une, ou não estivéssemos a falar da memória colectiva da nossa freguesia (trabalho que, diariamente, aqui deixamos também neste blog).

Como referi neste post, independentemente do Movimento de Cidadãos não ter qualquer motivação partidária por detrás dos seus objectivos (nem querer vir a ter), encontramo-nos disponíveis para receber, informar e dar conhecimento das nossas preocupações a qualquer partido político que manifeste interesse (tal como foi o vosso caso).

Abraço e obrigada