domingo, 15 de fevereiro de 2009

Colégio Instituto Lusitano



10/04/08




Para a M.



"Av. Grão Vasco, Nº 54 e 52". Fotografias de Artur Goulart (1965),
in
Arquivo Municipal de Lisboa





Neste belo edifício encontrava-se instalada a secção masculina do Colégio Instituto Lusitano (a secção feminina estava instalada num palacete na Estrada de Benfica, na esquina com a Estrada de A-Damaia - onde muitos anos mais tarde viria a funcionar o posto de CTT e, actualmente, se encontra uma agência do BPI).

Era um palácio lindíssimo, ladeado pelo Parque Silva Porto e por umas casinhas térreas (com as janelas assentes quase ao nível do solo)...
E, sempre que por ali passava, ficava com a imaginação a trabalhar a turbinas, pensando em quem lá vivera e o que se passara para permanecer assim abandonado.

Segundo rezam as memórias locais, com a extinção deste Colégio, no pátio deste palácio funcionou também parte do Mercado do Levante (a ancestral "Praça"), que se prolongava para a Av. Grão Vasco.
Depois, o edifício serviu de depósito das "Alcatifas Petróleo"... a seguir, por lá se instalou uma oficina de reparação de automóveis... e, nos seus últimos anos, aí pernoitavam os toxicodependentes da zona.

Em meados do ano passado, após a derrocada de uma das ameias deste palácio, o mesmo foi deitado abaixo... encontrando-se, actualmente, em construção acelerada, no local que outrora fora o seu, dois prédios gigantescos.

Pena que, lamentavelmente, os seus proprietários e o Estado não tenham pensado em reabilitar este palácio, transformando-o numa Creche ou Jardim-de-Infância... como era o sonho de algumas pessoas!...





10 comentários:

Francisco disse...

Um pequeno passeio e uma pérola da minha infância. Aqui dei os primeiros passos escolares, entrando aqui para a 1ª classe. A D.Beatriz, professora primária, aturou-me os choros da separação. Subia todos os dias as escadas de pedra que conduziam às aulas no primeiro andar, vestido com uma bata branca e uma pasta carregada de livros como era preceito da época. Acho que ainda tenho o meu primeiro caderno de 2 linhas onde desenhei as primeiras letras. Ali, só estive um ano, o último da existência como Colégio Lusitano. Depois, segui o colégio para a Parede, junto a Carcavelos, com o nome de Colégio Portugal e, anos mais tarde, assisti à degradação daquele palacete, hoje constituído numa urbanização. Saudosos tempos...

Alexa disse...

Boa tarde Francisco e bem vindo aqui ao "Retalhos"!

Muito obrigada pela partilha das suas memórias!

Também este palacete, depois de muitas quezílias entre herdeiros, foi destruído no início do ano passado, quando uma das suas paredes ruiu para cima de um automóvel.
Actualmente, constrói-se aí o Condomínio privado Grão Vasco.

Um abraço

Francisco disse...

Sim, eu passei lá nessa altura em que o muro ruiu sobre o carro. Ainda hoje, nas noites quentes de verão ou em tempos menos agrestes, passar por aqui faz parte de um percurso, após o jantar, onde revivo os momentos desses tempos idos, do Colégio, do mercado na placa central da Av.Grão Vasco, das tardes de merenda no Parque Silva Porto. Se começasse a escrever as memórias dessa infância creio que não conseguia parar. Já lá vão quase 50 anos de vida em Benfica.

Alexa disse...

Penso que seria uma excelente ideia, Francisco! :)

O ano passado, entrevistei o tio de uma amiga, um senhor já quase com 80 anos, cujas memórias da infância e vida adulta em Benfica são, igualmente, ricas.
Penso que é sempre interessante quando escrevemos sobre elas e as reabsorvemos até ao presente.

Espero que este meu blog lhe possa também servir para aqui partilhar algumas dessas suas memórias!

Um abraço

Anónimo disse...

Caríssimos,

Sou relativamente novo em Benfica (cheguei à freguesia há, apenas, seis anos), mas ainda passei diversas vezes pelo monte de escombros em que se tornou este edifício. E resolvi adicionar este comentário para registo do que pretendo seja uma nota de alívio: o condomínio que aí foi construído não é de prédios monstruosos; de cota modesta, quando comparado com o que o rodeia, e de inegável bom aspecto, parecem-me ser das construções mais bonitas que se edificaram em Benfica nos últimos anos. Se o anterior era irrecuperável e, como estava, era uma chaga aberta, não será melhor assim?

Alexa disse...

Caro Anónimo,

Antes de mais, seja em vindo aqui ao "Retalhos de Bem-Fica".
Muito obrigada pelo seu comentário!

Gostos não se discutem, é um facto!...
Mas, no meu caso pessoal, de modo algum consigo considerar essas edificações como "as construções mais bonitas que se edificaram em Benfica nos últimos anos".

Se é melhor ou pior, não sei!...
Apenas sei que, à semelhança de muito do património edificado de Benfica, também esses "escombros" tinham recuperação... se a vontade dos herdeiros em questão não fosse só a do lucro fácil com o meio imobiliário!

Abraço

Jorge Noronha disse...

A entrada do Instituto Lusitano ! ainda como eu a conheci por voltas de 1942. Andei là desde a 1° classe (com a Dna Adelaide que me ensinou a lêr e a escrever...)e até à 4°Classe. Anos 86 ainda pude fotografar o exterior do que tinha sido a minha sala de classe. se lhe interessa posso mandar.

Abraço

Alexa disse...

Boa tarde Jorge Noronha,

E seja muito bem vindo ao "Retalhos de Bem-Fica"! :)

Teríamos muito gosto em que nos enviasse essa/s foto/s datadas de 1986. Obrigada! :)
Poderá, pff. enviar para palavraseimagens@gmail.com


Abraço

Raquel disse...

Bom, fiquei completamente deliciada e a bem dizer de lágrimas nos olhos, pois eu vivi neste palacete, numa dessas casas terreas de janelas quase no solo, a grande parte da minha infância foi passada aqui, a explorar este palacete, conheci todos os recantos, todas as casas e todos os espaços.

As alcatifas petróleo eram mesmo em frente à minha casa, e conhecia-as como a palma das minhas mãos, recordo -me de brincar entre os enormes rolos de tapetes e carpetes.

Enfim, um muito obrigada por este pequeno tesouro.

Anónimo disse...

eu andei com a D. Beatriz na 2ª classe do Colegio, tenho foto desse ano, podem-me contactar par o meu Email: j.chumbo@sapo.pt